A Cabeça do Dragão

O Druida Monstruoso
Conclusão

13/05/425AC

Com o aparecimento de Karuan Megien Andalantals, Farnuk conseguiu concluir o seu feitiço e trazer Tereessa Ilinsyraearr de volta.
Os aventureiros escoltaram todos de volta para o assentamento élfico. Notaram neste lugar que as cabanas ficavam em volta da Ponte de Zivlin um ente adormecido a séculos. Tando os elfos quanto parte dos aventureiros oraram em volta da árvore agradecendo o retorno de sua princesa quanto para que a divindade operasse o milagre de trazer de volta para seus corpos Farnuk e Bertold, que após uma cairem num sono profundo acordaram recuperados de suas transformações.
Tereessa Ilinsyraearr reconheceu o esforço de Quarion e prometeu guardar seu coração para o guerreiro até que ele retornasse.
Os aldeões comemoraram as dádivas com uma grande festa.
E na manhã seguinte o Grupo partiu para o Norte em busca do instrumento Irda guiados por Croonallway.
O Templo Irda

View
O Poleiro dos Grifos, Conclusão

380ae08fe9939f8458a8635524f54999.jpg

12/05/425AC

Após montar seu plano de ataque os aventureiros entraram novamente no templo e deram combate ao Dragão Vermelho. Com um grande grupo de combatentes envolvidos no combate, muitos ferimentos de ambos os lados, a fera se preparou para seu sopro de fogo mortal quando Bertold, ainda na forma de centauro, disparou a sua “flecha da esperança” e abateu a criatura.
Tentando encontrar a 4a garra de pedra e abrir a passagem, Croonallway conseguiu acessar o bosque dos Grifos no topo do rochedo. Chegando lá encontrou o túmulo que Alys fez para Belfer, onde estava enterrada sua antiga cota de malha, e na lápide a seguinte inscrição:

" BELFER
Ainda há bondade em seu coração"

Croonallway já havia pego a armadura e estava se preparando para descer quanto dos céus apareceu Karuan Megien Andalantals montado num grifo negro. Eles conversaram sobre o que havia acontecido no templo. O dragão vermelho estava caçando os filhotes de grifo que cresciam no topo do rochedo espantando os demais grifos dali. O túmulo de Belfer O Traidor do Sangue hávia sido feito por Alys quando seu amado foi expulso da vila, funcionava como um santuário para ela. A garota acreditava que um dia ele voltaria a ser bom. O bruxo explicou para o manto branco sobre o ocorrido com Hogan Bight e Phartunax e que o grupo estava sendo procurado, Karuan Megien Andalantals iria procurar na torre de Wayreth alguma forma de inocentar seus amigos e pesquisar sobre o ser sombrio que eles visualizaram em Casquete.

Karuan Megien Andalantals ficou decepcionado ao ver o que Belfer O Traidor do Sangue havia feito com o tumulo de sua filha e a plicou uma magia na armadura do elfo para tentar realizar o ultimo desejo de Alys.
Percebendo que enquanto fosse uma má pessoa sua armadura seria inútil, Belfer O Traidor do Sangue deu a cota de malha para Bertold.

View
O Poleiro dos Grifos, Parte II

12/05/425AC

Adentrando novamente o rochedo onde fica o templo de Shinare chamado “O Poleiro do Grifo”. Procurando por algum segredo do passado de Belfer que ele se recusa a revelar, os aventureiros enfrentaram um saqueador de tumbas, um humanoide estranho com poderes sobrenaturais. Pesquisando em outra sala acabaram encontrando o tumulo de sua antiga amada, Belfer ao perceber que o que ele estava procurando não estava no caixão caiu em desespero e violou a mortalha de sua amada até arrancar seu crânio na frente de seus amigos.
Mais tarde chegaram a conclusão de que precisariam encontrar as 4 garras de pedra faltantes na estatua de grifo presente na sala central. O Grupo já possuia 2 dessas garras, faltava mais 2 e Croonallway, possuído pelo poder de Melfas usou seu corvo vigia para vigiar o dragão que estava no topo se alimentando enquanto Belfer usou seu anel de invisibilidade para invadir o covil em busca da 3ª garra, ao observar a caverna ele encontrou a garra junto ao tesouro da criatura, o ladino pegou tudo de mais valioso que conseguiu e fugiu para junto de seus companheiros.
Mas Rotarovox retornou de seu lanche e se enfureceu com o seu lar roubado, foi imediatamente atras dos humanoides ladrões de seu tesouro, que correram se separando enquanto ele bloqueou a entrada do templo impedindo a entrada e saída do grupo.
Mais uma vez usando o corvo, os aventureiros de dentro conseguiram se comunicar com os de fora e usando magias e itens mágicos, Quarion, Belfer O traidor do Sangue, Meleesa e Croonallway conseguiram sair pela caverna do dragão e se reagruparam com o restante.
Agora prontos para planejar as ações seguintes.

View
O Druida Monstruoso, Parte I

11/05/425AC

Os aventureiros que ficaram do lado de fora do templo fizeram um acampamento para se prevenir contra emboscadas como habitual.
Alguns deles aproveitaram o momento para investigar os escombros da vila de Grifonost. Com o barulho eles chamaram a atençao de um viajante peculiar.
Farnuk, estava vagando pela floresta em busca de alguem que pudesse salvar sua amiga Tereessa Ilinsyraearr que havia sido petrificada. A mulher é filha de um nobre e foi emboscada caçando uma besta mágica na floresta, sua estatua estava sendo guardada por Quarion, um elfo, guerreiro e amigo que ofereceu fidelidade ao Grupo se salvassem seu amor secreto.
Os aventureiros decidiram ajudar enquanto Farnuk trazia um de seus amigos d’ volta. Os heróis deveriam buscar o sangue da criatura que transformou a princesa em pedra.
Se tratava de um basilisco, que foi caçado e morto por Croonallway, Estranho, Belfer O traidor do Sangue,Meleesa Khaldeist, Quarion e Azael.

View
O Poleiro dos Grifos, Parte I

10/05/425AC.

Os aventureiros entraram no antigo templo elfico dedicado a Shinare a Asa do Grifo. Esse templo é uma grandiosa construção que magicamente sobreviveu ao ataque da grande dragoa verde Beryllinthranox que dizimou toda a vila em 388AC, a vila elfica sempre foi escondida na floresta, ninguém sabe ao certo como Beryl encontrou a vila.
Ao enfrentar uma massa gelatinosa disforme e viva, o Pudim Negro, os aventureiros tiveram 2 baixas: os guerreiros Bertold e Hamish foram “dissolvidos” junto com todo o seu equipamento. Gakhan, o dragoniano, perdeu sua mais nova lança mágica na batalha causando um grande prejuízo a
Companhia Noturna.
Com muito custo e numa reviravolta “estratégica”, Azael derrotou a criatura.

View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.